segunda-feira, 20 de abril de 2009

MEU PASSADO

'' Abro a janela, quanta luz...'' Rinaldo Gissoni
Foto de Rommel Werneck

Algumas vezes, ponho-me à janela
Serenamente, toca-me uma luz....
Algo azul, bom ardor que me seduz!
Verdadeira lembrança meiga e bela.

Vários seres desfilam para mim.
Passam leves, sutis e evanescentes...
Cravos lívidos, mortos, displicentes
Que brotam neste meu triste jardim...

Em ti, janela, quanto medo e horror!
Quanta distância, quanta dor, maldade...
Tu te tornaste a imagem do pavor!

Por isto, quando eu vejo algum ser mágico
Que deveria ser felicidade,
Vejo o como este meu jardim é trágico!
Rommel Werneck


Vídeos no YouTube:


Meus amigos Cris Leite e Daniel MoreiraLima declamando o soneto Lua Lacrimosa
http://www.youtube.com/watch?v=0KMns33QrMw

Eu e Sandra Soares lendo o soneto Só

GRUPO RASCUNHOS POÉTICOS http://rascunhospoeticos.blogspot.com/
MINHA PÁGINA

Um comentário:

Lord Rommel Werneck disse...

Lembrei do Rinaldo Gissoni e lembrei...