quarta-feira, 17 de junho de 2009

ENTREVISTA COM O ESCRITOR ROMMEL WERNECK PELA ESCRITORA MARIAH BONITAH










NOME E PSEUDÔNIMO : Rommel dos Santos Andrade Werneck, simplesmente o pseudônimo, Rommel Werneck, que é apenas uma abreviação, mas quando registro obras na BN, esse nome é o que permanece como pseudônimo.

FORMAÇÃO ACADÊMICA E PROFISSIONAL:

Professor estagiário da FUNAP- Fundação de Amparo ao Preso Prof. Dr. Pedro Manoel Pimentel. Estudante so último ano de Letras na UniPaulistana. São Paulo. Qualificação básica em Desenhista de Moda e Vestuário pela ETE José Rocha Mendes.

COMO SE DEU SEU ENCONTRO COM A POESIA?

Rommel: Foi numa oficina do Instituto Pão de Açúcar de Desenvolvimento Humano em S.C.S. aos 15 anos. Eu já tinha versejado antes, mas eram escritos de pouca qualidade e sem uma concepção natural. Na oficina de lá, eu escrevi um poema social e nas férias de 2002/2003, escrevi um segundo poema (um soneto) e aí continuei, porém tive uma pausa/ bloqueio em 2005 e retornei na época da faculdade. Os poemas pré- bloqueio são muito belos, cheguei a ganhar concursos, em um fiquei em 5/ lugar do Brasil, porém esses sonetos não tinham acentos obrigatórios etc e não penso em refaze-los porque fazem parte daquele contexto, sabe. Os poemas A METAMORFOSE e O CAMINHO PARA A FELICIDADE são dessa época.

POETA OU ESCRITOR.?

Rommel: Escritor, porque abrange tanto prosa como poesia e já escrevi muito mais em prosa do que em poesia! Verdade! Escrevia romances, contos e dramas quando eu era criança.


O QUE VOCÊ ESCREVE?

Rommel: Poesia atualmente, principalmente sonetos decassílabos ou hendecassílabos, quando comecei minha carreira eu preferia os de 11 sílabas.

QUANDO VOCÊ COMEÇOU A PRODUÇÃO LITERÁRIA? QUAL FOI SEU PRIMEIRO CONTATO?

Rommel: Foi aos 7 anos quando comecei a ler e escrever, sempre fui muito imaginativo e assistindo às novelas e jogando vídeo-game, logo me interessei pelas narrativas.




COM QUANTOS ANOS COMEÇOU A ESCREVER? HOUVE FASES LITERÁRIAS EM VOCÊ? FALE UM POUCO SOBRE SUA TRAJETÓRIA

Rommel: Meus leitores nem acreditam, mas meus amigos e amigas mais íntimas sabem que escrevi muito mais em prosa que em poesia. VERDADE!!!!

Como disse anteriormente, eu escrevia contos, romances e peças de teatro quando eu era criança e também na pré-adolescência, mas naquele tempo eu misturava o romance com teatro e ficava legal em questões de enredo, mas não havia descrição, por exemplo, e desenvolvimento.

Essas histórias se perderam em enchentes que ocorriam na minha casa em Santo André, mas tenho guardado na memória o enredo personagens, espaço, tempo etc.

Aos 15 anos veio uma segunda fase. Abandonei a prosa e conheci a poesia, foi quando escrevi um poema num curso e me surpreendi, escrevi muitos sonetos também, depois venci um concurso em S.C.S. e outro me destacando em Menção Honrosa (5° lugar entre o Brasil todo), eu tinha apenas 16 anos e foi graças a um soneto.

Em 2005, mudei de escola e passei a procurar trabalho, foi aí que me afastei do meio literário, embora mantivesse a devoção pela arte e pela literatura.

Em 2007 retornei a escrever na faculdade e minha poesia tinha evoluído muito. A pasta ‘Lua Lacrimosa’ é uma prova disso, eu dominei a métrica e consegui fazer os acentos internos, coisa que antes não conseguia fazer.

.

QUAL É O SEU ESTILO LITERÁRIO?




Rommel: .Poesia retrô, uma poesia com traços passadistas que utiliza arcaísmos, emocionalismo, sonetos, velharias etc

VOCÊ DIZ SER POETA GÓTICO. EXPLIQUE ESSE ESTILO.

Rommel: Ah, não sei se sou um poeta gótico, mas eu ponho no perfil que sou, porque eu me visto neste estilo e minhas escrituras tem um lado sombrio muito forte. Geralmente, a poesia gótica não se aplica em sonetos.

CONHEÇO MUITAS PESSOAS QUE GOSTAM DESSE TIPO DE LITERATURA. COMO VOCÊ SE POSICIONA? TEM MUITOS LEITORES?

Rommel: É bom saber que tenho um grande número de leitores e de leitores que me comentam sempre elogiando o trabalho. Afinal, se você publicar um poema na categoria ‘textos eróticos’, ele será muito lido mesmo sendo uma oração e textos tristes são pouco lidos, principalmente sonetos.


ACREDITO QUE HOUVE ALGO QUE O INFLUENCIOU A ESCREVER TAMBEM O GÓTICO, CERTO? QUEM SERIA?

Rommel: Na minha primeira fase poética ( 2002-2005), eu já escrevia sonetos meio góticos embora não tivesse consciência de que eram góticos e nem eram tão trevosos assim, mas exprimiam esse lado passadista muito comum nos meus poemas. Após o curso de Moda ( julho de 2006), resolvi mudar radicalmente minha vida e pôr tudo para fora, nessa época emagreci muito!!!! Durante todo o curso, ia a pé para a Vila Prudente e isso ajudou e no período pós-curso também caminhava bastante. Um psicólogo me falou que não parecia um rapaz de 18 anos e sim um velho pela minha visão de minha. Resolvi me revestir de estilo gótico para recuperar a adolescência perdida, mas de modo poético. Aí, está a minha poesia, num contexto antigo, bem velho.... E quando retomei a poesia em 2007 foi para o estilo gótico que rumei também, o primeiro soneto após meu bloqueio foi o Soneto, é o texto mais leve que fiz e um dos que mais gosto, ( Os braços azuis...)



QUAIS SÃO AS SUAS INFLUÊNCIAS LITERÁRIAS E NÃO-LITERÁRIAS?

Rommel: Quando floresceu a poesia em mim (2002/ 2003), eu estava isolado da internet, só mexia raramente e tinha poucos amigos e não saía de casa, portanto meu mundo era muito interior e as influências vinham de escritores clássicos, presentes nos livros didáticos e de dois escritores muito caros a mim, Yolanda Ascencio e Rinaldo Gissoni.

Ela, excelente professora e intelectual de S.C.S. e ele, presidente da Academia de Letras da Grande São Paulo, eles me ensinaram muito e até tive um curso com Rinaldo Gissoni em 2004.

Mas eu me influencio muito por escritores do passado como Gregório de Matos, Álvares de Azevedo, José de Alencar, Cruz e Souza, Augusto dos Anjos, Florbela Espanca etc.

Das referências não-literárias, posso citar o vídeo game que sempre me influenciou bastante, as artes plásticas, a moda e os relatos autobiográficos
.



QUAIS SÃO OS SEUS PROJETOS?

Rommel: Continuar a escrever bastante esse ano e publicar em 2009 ou depois


O SEU TEXTO MAIS LIDO FOI O SONETO “JÓIA” .FALE-ME SOBRE ELE


Rommel: A idéia era compor um soneto que tivesse as rimas FEBO/ MANCEBO, porque acho as rimas verdadeiros desafios e inspiradoras.

Também fazer um soneto dividido em dois , mas não como o convencional que uso, alterando nos tercetos fazendo um segundo movimento e sim no próprio texto.

Perceba que o poema é dedicado ao vaso e também ao “...pálido virgem, lânguido mancebo”, sendo que está tudo dividido. Também era a proposta escrever sobre a sensualidade masculina, uma vez que poucas vezes ela aparece e tudo numa atmosfera antiga e com mais arcaísmos.

Daí veio o soneto que falaria sobre um vaso dedicado ao deus da beleza: Febo e a um rapaz. Nas estrofes iniciais, há um equilíbrio greco-latino entre o vaso e o rapaz, porém o rapaz é ressaltado na última estrofe, por ser alvo de adoração unicamente por parte do eu lírico.

O título ‘JÓIA’ é uma referência ao vaso (vide o 1° verso do 1° terceto) e também ao rapaz, afinal só por mim é adorado em doces sonhos. Existem várias leituras. Eu não o considerei meu melhor soneto, mas o público gostou.




E QUAL O TEXTO QUE VOCÊ MAIS GOSTA? OU O Q VC ESTÁ CURTINDO NO MOMENTO? UMA VEZ Q NÓS ESCRITORES SOMOS MUITO CRÍTICOS E NÃO CONSEGUIMOS NOS DECIDIR....

Rommel Werneck: É realmente difícil saber o melhor. Passei a gostar mais do ‘Jóia’, depois que obteve muitas leituras. Mas agora, creio que os soneto “LUA LACRIMOSA” e “ ANTES, AGORA E SEMPRE’’ sejam o que mais me definem.


E QUAL O ESTILO MUSICAL OU ARTÍSTICO QUE MAIS SE RELACIONA OU EQUIVALE A SEUS TEXTOS?

Rommel: Algumas bandas de rock gótico e acima de tudo, a música clássica e o canto gregoriano. Destaque para Fratello Metallo, Carmina Burana, Chopin, Illuminandi etc. Nas Artes Plásticas, Munch, Caravaggio, Bouguereau e grandes artistas do Barroco, meu estilo literário e artístico favorito.


VOCÊ É MUITO ENVOLVIDO NO TRABALHO FEITO NO RL..ACREDITA QUE SEJA UM VEICÚLO PARA LEVAR SEU TRABALHO AO CONHECIMENTO E RECONHECIMENTO? OU SEJA. TORNAR CONHECIDO O SEU TRABALHO E PUBLICAR SEUS LIVROS.


Rommel: Eu escrevo não apenas por prazer, Mariah, pois creio que o agradável deve caminhar com o científico/ artístico. Afinal temos que ter alguma pretensão, por isso todos os meus textos publicados na Internet são registrados antes de virem a público. Eu quero ser reconhecido como escritor e divulgo minha carreira, do mesmo modo que farei quando tiver num grupo de teatro e atuar como estilista. Arte é arte!

HÁ QUANTO TEMPO ESCREVE NO RL?

Rommel: Desde dezembro de 2007


VOCÊ SÓ ESCREVE , OU É ENVOLVIDO COM OUTRO TIPO DE ARTE?

Rommel: Sim, no teatro e na moda. Também faço uns desenhos arquitetônicos de igreja e desenho artístico, mas preciso me aperfeiçoar.

COMO E PORQUE COMEÇOU ESSA ATIVIDADE?

Rommel: Em 2005, precisei fazer algo e fiz teatro para encontrar companhia, pois estava sozinho demais e no teatro está uma grande base de minha poesia. E estudei Desenhista de Moda porque não tive com arcar com uma faculdade de Letras em 2006 e também sempre amei moda e ela me influencia na prosa quando descrevo o figurino...

QUAIS ESCRITORES DO SITE VOCÊ INDICA?


Rommel: DR MENDELEV, EDUARDO R, PEDRO GABRIEL (PG), OKLIMA,

QUAL TEXTO SEU VOCÊ INDICA?

Rommel: O soneto Ó Bela Morte.


ROMMEL POR ROMMEL...EM TODAS AS AREAS, UM POUQUINHO DE CADA.

Rommel: Bom, creio que a mekhor forma de te responder é compondo um soneto... rsrsrs... farei o soneto depois. Rommel Werneck,escritor, estilista e ator de estética retrô. Um escritor estiloso e diferente que se resume a um enorme kilt preto cheio de pregas e metais dançando numa ópera.




PANORAMA: Jovem escritor se preparando para a publicação do primeiro livro. Grande sonetista. É atuante no recanto das letras, onde podemos ver suas propostas recptivas no fórum Dirige o blog Poesia Retrô


TEXTOS DO ENTREVISTADO ROMMEL WERNECK:

http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck

MATERIAL EM VÍDEO DAS POESIAS:
http://recantodasletras.uol.com.br/forum/index.php?topic=4840.0


TEXTOS DA ENTREVISTADORA MARIAH BONITAH

http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mariahbonitah




OBRIGADO MARIAH BONITAH!

Nenhum comentário: