domingo, 22 de novembro de 2009

Entre o Sagrado e o Profano

O sagrado, santo e insano
Amor com o qual te amo
Te coloca em um altar

Mas meu coração profano
Obcecado, obsceno, mundano
Busca ainda se aventurar

Entre o céu e o inferno
Da primavera ao inverno
Busco recomeçar

Assassino pensamentos castos
Diante de um terreno vasto
Derrubo teu pedestal

Venha teu amor me envolver
Torne-me tua, me dê prazer
Livre-me de todo o mal
(Cláudia Banegas)

Nenhum comentário: