quinta-feira, 16 de outubro de 2014

CHEIRO DE CHUVA




Cheiro de chuva chegando p’ra mim....
O coração se encharcando de chamas....
A água que deixa chumaço sem fim...




Cheiro de chuva, uma flecha de drama
Fechando a chave o arrebol do jardim....
É enxurrada de haxixes e lamas!


E quando a chuva à luxúria se enfaixa


Minha paixão a teu charme se abaixa.




Rommel Werneck

Nenhum comentário: